quarta-feira, outubro 20, 2021

Amazônia fecha quase um quarto de vagas para cientistas, engenheiros e líderes

Mais notícias

Em números absolutos, 152.901 desses postos de trabalho foram fechados

As vagas de trabalho exigem alta qualificação e profissionais especializados estão em declínio na Amazônia Legal, mostra uma pesquisa conduzida pelo projeto Amazônia 2030.

Em sete anos, entre 2012 e 2019, a região demitiu 23,2% (152.901 pessoas) de seus cientistas, engenheiros, dirigentes e gerentes de empresa — entre outros profissionais que ocupavam cargos de liderança.

Em números absolutos, 152.901 desses postos de trabalho foram fechados. A pesquisa foi conduzida pelos economistas Gustavo Gonzaga, Francisco Cavalcanti e Flávia Alfenas, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Em 2012, as ocupações qualificadas e de liderança correspondiam a 6,5% do total de 10 milhões de ocupações na região. Em 2019, esse percentual caiu para 4,8% do total de 10,6 milhões de ocupações na Amazônia Legal.


Por Gustavo Kahil | Money Times

Imagem: Pixabay/ deltreehd

- Advertisement -