domingo, novembro 28, 2021

Circuito Largo de São Sebastião recebe decoração de Natal neste domingo 

Mais notícias



Fábrica do Papai Noel começa as atividades no Centro Cultural Palácio da Justiça mediante agendamento

Neste domingo (28/11), a partir das 17h, o Largo de São Sebastião vai receber oficialmente a decoração de Natal, e o Centro Cultural Palácio da Justiça abre as portas como sede da Fábrica do Papai Noel. As atividades fazem parte da campanha “O Mundo Encantado do Natal – Onde a magia é feita de alegria”.

O projeto faz parte do programa +Cultura, realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, em parceria com o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) e a Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), com apoio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), TV Encontro das Águas e Imprensa Oficial do Estado do Amazonas (IOA).

No Largo de São Sebastião, a programação vai contar com espetáculos dos Corpos Artísticos, apresentações de diversas linguagens e de grupos participantes do Festival Amazonas de Corais (Famcor), paradas com personagens natalinos e Feira de Economia Criativa.

Além da tradicional árvore de Natal, o espaço também ganha um presépio e um corredor iluminado para fechar o circuito do Largo.

Já a Fábrica do Papai Noel, instalada no Centro Cultural Palácio da Justiça, na avenida Eduardo Ribeiro, 901, no Centro, vai funcionar até 23 de dezembro, das 17h às 21h. O acesso é gratuito, mediante agendamento pelo Portal da Cultura (cultura.am.gov.br), e a apresentação do comprovante de vacinação.

Na visita, as crianças vão conhecer diversos setores da fábrica e também o espaço de Costura da Mamãe Noel, assim como se tornar ajudante do Papai Noel.

Montagem

A estrutura no entorno do Largo e no Palácio da Justiça começou a ser montada. Segundo o secretário Marcos Apolo Muniz, a programação diversificada ampliou a capacidade de contratação de trabalhadores da cultura e da economia criativa.

“São quase 600 profissionais contratados diretamente, e isso tudo se multiplica a partir do momento que temos um alcance ainda maior, movimentando a engrenagem da economia da cultura”, afirma o titular da pasta. “Todo o roteiro foi pensado para contemplar o máximo de pessoas, entre trabalhadores da cultura e economia criativa, artistas e público”.

O material foi produzido na Central Técnica de Produção (CTP), gerenciada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa e na qual também são confeccionados figurinos e cenários para espetáculos do Estado.

 

- Advertisement -