quarta-feira, outubro 20, 2021

Inpa realiza IV Simpósio de Biologia Aquática e Pesca na Amazônia

Mais notícias

O evento vai debater temas ligados à biodiversidade aquática amazônica, impactos ambientais, mudanças climáticas e ameaças à biodiversidade

Com o tema “Pelos rios da Amazônia: biodiversidade, impactos e ameaças”, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) realiza, entre os dias 09 e 12 de novembro, o IV Simpósio de Biologia Aquática e Pesca na Amazônia. Este ano, o evento será em formato virtual, com prazo de inscrição do 1° lote até 23 de outubro, através do link https://doity.com.br/iv-simposio-de-biologia-aquatica-e-pesca-na-amazonia.

Promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Biologia de Água Doce e Pesca Interior do Inpa (PPG-BADPI), o evento vai marcar as comemorações dos 45 anos do PPG-BADPI. A programação está diversificada e contará com cerca de 20 atividades, com mais de 25 palestrantes convidados de organizações de diversas instituições do Brasil.

São minicursos, palestras, mesas-redondas e apresentação de trabalhos que irão tratar de assuntos envolvendo a biodiversidade aquática, pesca, impactos da poluição por mercúrio e agrotóxicos em organismos aquáticos, conservação das bacias hidrográficas, conservação de quelônios, impacto de alterações ambientais no metabolismo de peixes amazônicos, mudanças climáticas.

“Precisamos entender por que a biodiversidade aquática é relevante, qual sua relação com a floresta amazônica e quais são os impactos e ameaças que estão afetando a biodiversidade aquática na Amazônia”, disse a coordenadora do PPG-BADPI, pesquisadora Fabíola Domingos Moreira.

Entre os minicursos, destaque para “Inspeção e Tecnologia do Pescado”, “Noções Básicas para Elaboração de Mapas” e “Métodos para o Estudo de Golfinhos da Amazônia”. O minicurso sobre golfinhos da Amazônia será ministrado pela bióloga Sannie Brum, egressa do mestrado e doutorado do BADPI/Inpa, que vai apresentar os principais métodos de pesquisa e monitoramento utilizados para o estudo desses animais, bem como as adaptações necessárias e limitações para as espécies.

O Inpa é referência mundial nos estudos de biologia tropical com quase 70 anos de trajetória científica na Amazônia. Conforme Moreira, o Instituto tem forte atuação nas pesquisas sobre ameaças à biodiversidade aquática da Amazônia, fornecendo informações confiáveis para a sociedade e os tomadores de decisão sobre questões relacionadas à construção de barragens para usinas hidrelétricas, efeitos de poluentes em organismos aquáticos, impactos de mudanças climáticas e conservação da biodiversidade.

Simpósio

O evento é aberto aos estudantes, profissionais da área e pessoas interessadas nos assuntos do Simpósio. O objetivo é debater e divulgar temas atuais e relevantes sobre a biodiversidade aquática da Amazônia.

A taxa de inscrição para estudante de graduação, estudante de pós-graduação e profissional varia de R$ 25 a R$ 45. O evento vai emitir certificado para os inscritos com efetiva participação no Simpósio, minicurso e apresentação de trabalho.

Saiba Mais

O Programa de Pós-Graduação em Biologia de Água Doce e Pesca Interior (PPG-BADPI) do Inpa foi criado em 1976 com o curso de Mestrado e em 1984 instituiu o Doutorado. O PPG-BADPI já graduou 450 mestres e 165 doutores até o ano de 2020, com o objetivo de promover a qualificação e mão-de-obra especializada para atuar na Amazônia. Boa parte dos egressos do programa atua como profissionais em órgãos públicos e professores em universidades da região.


Banner: Hirlaine Lima – Bosque da Ciência/Inpa
- Advertisement -