domingo, novembro 28, 2021

Operação Alfeu III combate garimpos ilegais em terra indígenas no Mato Grosso

Mais notícias



Segunda fase da Operação Alfeu III ocorreu nos Garimpos do Rio Sararé, Babalu e Cooper Pontes, na região de Pontes e Lacerda

Cuiabá (MT) – A Polícia Federal, em ação conjunta com o Ibama e com o apoio da Funai, realizou a segunda fase da Operação Alfeu III, de combate à extração ilegal de minérios, na Terra Indígena Sararé, nos Garimpos do Rio Sararé, Babalu e Cooper Pontes, na região de Pontes e Lacerda.
Na primeira fase, realizada na última semana de setembro, em conjunto com Ibama, Força Nacional, Exército Brasileiro, Polícia Rodoviária Federal e Funai, as equipes obtiveram êxito em localizar 21 escavadeiras hidráulicas, das quais 19 foram inutilizadas e duas foram destinadas a instituições públicas.
Foram inutilizados também 3 veículos de passeio, 1 quadriciclo, 3 motos, aproximadamente 100 motores estacionários, 4 barcos, insumos e toda a estrutura utilizada na atividade ilegal. Um homem foi preso em razão do porte ilegal de arma de fogo e com ele foi apreendido ouro proveniente da exploração ilegal.
Neste domingo, na segunda fase da operação, com utilização de 2 helicópteros do Ibama, a equipe composta por policiais federais, servidores do Ibama e Funai, localizou e inutilizou mais 6 escavadeiras hidráulicas, totalizando 27 máquinas escavadeiras retiradas de circulação e poder dos criminosos.
A ação de encerramento da atividade garimpeira é uma operação continuada e somente é possível, pela integração dos órgãos de fiscalização e repressão. O Ibama com poder de fiscalização permitiu a atuação das forças policiais em toda a extensão do garimpo e a Funai realizou um levantamento prévio com a utilização de drones, que possibilitou a localização das máquinas utilizadas na atividade garimpeira.
A Polícia Federal e os demais órgãos envolvidos estão imbuídos na desativação e encerramento da atividade garimpeira proveniente de exploração ilegal.
- Advertisement -